MPF denuncia irmãos Batista por manipulação de mercado
Acreaovivo.com
Tempestades
23°MIN 28°MAX
Rio Branco, AC

Terça-Feira, 10 de Outubro de 2017 às 14:41

COMUNICAR ERRO

MPF denuncia irmãos Batista por manipulação de mercado

O Ministério Público Federal denunciou Wesley e Joesley Batista, controladores do grupo J&F, por uso indevido de informações privilegiadas para obter lucro no mercado financeiro. A denúncia foi feita à 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo.

Wesley pode ser condenado a uma pena de 3 a 18 anos. Ele estaria à frente da operação de compra de dólares entre os dias 28 de abril e 17 de maio, dia do vazamento da delação. Só neste dia, o grupo faturou US$ 751,5 milhões.

Joesley não será responsabilizado pela operação de câmbio, mas, assim como Wesley, foi denunciado por manipulação de mercado na compra e venda de ações da empresa, e poderá pegar pena de 2 a 13 anos de prisão.

O inquérito da Polícia Federal apurou se os irmãos Batista se posicionaram no mercado sabendo que a divulgação do conteúdo de suas próprias delações premiadas e de executivos da holding J&F Investimentos, envolvendo o presidente Michel Temer, mexeriam com os mercados brasileiros. As informações vieram à tona em meados de maio, levando a um forte recuo dos preços de ativos brasileiros. A reportagem ainda não conseguiu contato com a defesa dos Batista.

Polícia Federal

Joesley e Wesley Batista, que tiveram pedido de liberdade negado no final de setembro pelo ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), negam terem cometido qualquer irregularidade no mercado financeiro.

Segundo a Polícia Federal, a empresa FB Participações, que é 100% dos irmãos Batista e detinha uma fatia de 42,5% da JBS, vendeu 42 milhões de ações da processadora de carne por aproximadamente R$ 372 milhões antes do vazamento da delação, enquanto a JBS posteriormente as recomprou no mercado. Essa movimentação permitiu aos executivos da FB Participações evitar um prejuízo potencial de R$ 138 milhões, de acordo com a PF.

A investigação também abrange a compra de cerca de US$ 2 bilhões em contratos futuros de dólar ao preço de R$ 3,11 pela JBS, segundo a PF. Apenas na véspera da divulgação do acordo de colaboração foram comprados US$ 473 milhões.

"Em atuação conjunta com a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a PF pôde trazer à investigação provas robustas de que a determinação das operações financeiras partiu dos irmãos Batista", afirmou a PF.

A JBS afirmou em comunicado à imprensa que não teve acesso ao relatório da PF e reiterou que "as operações de recompra de ações e derivativos cambiais em questão foram realizadas de acordo com perfil e histórico da companhia que envolvem operações dessa natureza".

A companhia, dona de marcas como Friboi, Swift e Seara, acrescentou que "tais movimentações estão alinhadas à política de gestão de riscos e proteção financeira e seguem as leis que regulamentam tais transações".

A JBS citou ainda um estudo contratado pela companhia junto à Fipecafi (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) que afirma que "havia subsídios econômicos para a estratégia de derivativos cambiais adotados pela companhia e que recompras pela JBS este ano "são normais quando comparadas às do período imediatamente anterior".

Tag's: Joesley e Wesley Batista, Polícia Federal, MPF, Denúncia, Irmãos, Manipulação de mercado

Fonte: Notícias o minuto


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Polícia 16/12/2017 14:35

PM flagra dupla com arma de fogo no Segundo Distrito

Polícia 16/12/2017 14:16

Jovem é morto à tiros no ramal da Garapeira em Rio Branco

SENA MADUREIRA 16/12/2017 09:24

Estação de Tratamento de Água em comunidade rural de Sena Madureira é entregue

TARAUACA 16/12/2017 09:21

Polícia Civil incinera 30 quilos de drogas em Tarauacá

Tecnologia 16/12/2017 08:55

Fim da neutralidade de rede nos EUA pode ter impactos na internet no Brasil

Acre 16/12/2017 08:28

Governo convoca mais 400 aprovados em concursos da Saúde e Educação

Geral 16/12/2017 08:13

NOVELAS - Veja o que vai acontecer neste sábado

CRUZEIRO DO SUL 15/12/2017 17:27

Homem que vingou morte da mãe matando irmão em Porto Walter é preso em Cruzeiro do Sul

CRUZEIRO DO SUL 15/12/2017 17:25

Mulher é alvejada após se envolver em briga e tentar matar agente de segurança

Economia 15/12/2017 17:03

13º salário traz ‘alívio em meio à crise’ para 81% dos rio-branquenses, diz Fecomércio/AC

Acre 15/12/2017 16:56

Acordo de 2,1 milhões é firmado entre Eletroacre e Sindicato dos Urbanitários na Justiça do Trabalho

Brasil 15/12/2017 16:51

Sindicato dos Soldados da Borracha convoca filiados para abaixo assinado

Polícia 15/12/2017 16:46

Objetos são apreendidos durante revista em complexo penitenciário da capital

CRUZEIRO DO SUL 15/12/2017 10:20

Jovem é morto com disparos de arma de fogo no João Alves

Economia 15/12/2017 10:18

Receita paga hoje último lote deste ano de restituição do IR

BRASILEIA 15/12/2017 10:09

Memorial Wilson Pinheiro será revitalizado no município de Brasiléia

Justiça 15/12/2017 10:07

Justiça Acreana mantém condenação da JBS/SA Friboi e ex-gerente por crime ambiental

Brasil 15/12/2017 09:53

Fifa pune presidente da CBF com 90 dias de suspensão

Educação 15/12/2017 09:24

Edufac recebe prêmio por projeto de ‘Aves do Acre’

CRUZEIRO DO SUL 15/12/2017 09:00

Idoso é preso acusado de estuprar menina de três anos de idade