Acreaovivo Imprimir

Está informação foi impressa no site

http://www.acreaovivo.com

17/01/2018 às 02:27h

Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2018 às 10:00 - Atualizado em Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 18 às 10:44 7

BOLÍVIA - Turismo de brasileiros é proibido após protesto contra novo código penal

O turismo de brasileiros foi proibido temporariamente na cidade boliviana de Guayaramerín, na fronteira com o estado de Rondônia. A proibição ocorreu depois que moradores da Bolívia fizeram um protesto político, na terça-feira (09), contra a reforma feita no código penal do país vizinho.

Nessa quarta-feira (10), a travessia de turistas brasileiros e bolivianos foi temporariamente proibida nos Portos Oficiais de Guajará-Mirim, pelo Rio Mamoré, a cerca de 330 quilômetros da capital Porto Velho.

Com a suspensão das viagens, somente os brasileiros que estavam no território boliviano receberam autorização para voltar ao Brasil. Além dos turistas, outro público que foi afetado diretamente foi os trabalhadores e estudantes de medicina, que não tiveram como atravessar o Rio Mamoré.

O agente consular da Bolívia, Rolando Lujan, falou sobre a situação no país vizinho. Segundo ele, o consulado não apoia o protesto porque entende se tratar de um movimento político contra o governo do presidente Evo Morales.

“Este protesto é uma jogada política de um grupo de profissionais que se sentiram atingidos e não apoiamos esta forma de pensar”, declarou Rolando sobre o protesto contra o código penal aprovado.

Impacto no turismo e comércio local

Na manhã desta quarta-feira, centenas de turistas brasileiros que pretendiam cruzar para o lado boliviano foram pegos de surpresa com o comunicado de que não poderiam fazer a viagem até que a paralisação seja suspensa oficialmente.

Os turistas bolivianos que queriam vir para o Brasil também foram impedidos de cruzar a fronteira.

 

Fonte: Rondoniaovivo