Acreaovivo Imprimir

Está informação foi impressa no site

http://www.acreaovivo.com

20/11/2017 às 04:26h

Sábado, 04 de Novembro de 2017 às 10:23 - Atualizado em Terça-Feira, 07 de Novembro de 17 às 16:38 7

4 Patas: inovação para melhor empreender - Por Ruama Araújo

Há 18 anos, Fabiana Stramandinoli Corrêa mudou-se do Paraná para o Acre, onde conheceu o acreano João Esteves Neto. Juntos desde então, eles criaram a empresa 4 Patas, localizada em Rio Branco-AC, cuja missão é proporcionar saúde e bem estar físico aos animais por meio de carinho e dedicação, do uso da tecnologia e do aprimoramento constante dos profissionais, contribuindo com a saúde pública e com a busca da felicidade pelas pessoas que gostam ou possuem animais.

No Acre, sua trajetória como médica veterinária começou em uma clínica local onde ela permaneceu por vários anos, mas teve que parar suas atividades após a chegada do primeiro filho. Para que a esposa não ficasse longe da profissão, João Esteves, em 2009, sugeriu que eles abrissem seu próprio negócio: Quatro Patas Pet Parque. Em 2017 a marca foi reformulada por meio de uma consultoria do Sebrae no Acre, resultando em 4 Patas: pet shop, hospedagem, clínica veterinária e pet estética.

Desde o início Fabiana é a responsável pela parte administrativa, afinal o novo negócio foi um presente para que continuasse a trabalhar no que gosta, ao mesmo tempo ficaria mais próxima da família, que cresceu assim como a empresa. O casal possui três filhos.

O empreendimento nasceu em sociedade com um casal de amigos. Com a sociedade veio o conceito de estética de animais para o projeto, uma área de atuação nova para Fabiana que só havia trabalhado com clínica veterinária até então, “Era um mundo de pet shop que não era o meu, o meu era de clínica, quando a sociedade foi desfeita, a gente teve que cair dentro desse mundo de pet shop de estética, e a sorte é que a gente continuou com os colaboradores da parte estética”, relata Fabiana.

Uma clínica veterinária pode ser um negócio de sucesso, aliado a outros serviços como loja de produtos, hotel e estética animal. “Quando o estabelecimento começa a crescer, uma das maiores dificuldades é resistir às oportunidades que não estão alinhadas com seus planos iniciais. Nessa hora, é preciso focar no negócio principal, naquele que é a razão de existir da empresa”, comenta a empresária.

A 4 Patas vem ofertando essa variedade de serviços que o cliente prima em um único local: o atendimento clínico, a internação, estética e um hotel fazenda, que segundo Fabiana, foi pensado com carinho para o conforto dos animais e nunca falta hóspede. A exceção está na loja do Pet Shop que teve a atividade encerrada em 2017, após uma consultoria em finanças feita pelo Sebrae, obteve-se essa percepção e tomou-se a decisão de fechá-la por ser um departamento oneroso e com poucos resultados para o negócio.

Sebrae no AC: contribui para a sustentabilidade da empresa

Para qualquer negócio, o empreendedor deve saber que apenas amor ao que faz não é o suficiente para ter sucesso no empreendimento. Mais do que isso, é preciso compreender o mercado e estudar diferentes possibilidades de fazer seu estabelecimento crescer. Cativar um cliente requer bom atendimento e qualidade dos serviços prestados. 

Fabiana Esteves passou por muitas dificuldades para poder administrar o seu negócio, por se tratar de algo novo, empreender era complicado, sem um plano de negócio elaborado a tarefa ficou mais difícil, “quando a gente teve a ideia, quisemos fazer um plano de negócio, a gente procurou o Sebrae, só que não sabíamos nada de nada, sabe quando você não consegue nem pedir ajuda, aquele momento que você não sabe nem o que quer? Foi isso o que aconteceu”, e assim foram tocando a nova empresa, que foi crescendo, e com ela as dificuldades com a gestão.

Acho que o Sebrae apareceu mesmo quando a gente ficou sozinho, só eu e o João, com o fim da sociedade a gente precisou de ajuda. O meu enteado fez vários cursos no Sebrae, então quando ele identificava alguma coisa que a gente estava ‘patinando’, ele falava que tinha feito um curso no Sebrae que podia ajudar, aí um dia eu falei: Lucas, como é que faz um curso no Sebrae?”, lembra Fabiana.

Fabiana foi atrás, sua busca por conhecer mais o mundo do empreendedorismo para melhorar a gestão da sua empresa começou em 2015, através das Quintas Empreendedoras, e de lá pra cá a empresária foi acompanhada pelo Programa ALI - Agente Local de Inovação, participou de oficina sobre gestão de marca, curso tecnológico sobre mídias sociais e consultorias de Gestão da Qualidade, criação de site, Identidade Visual (reestudo da marca) e mais recentemente, Gestão Financeira.

 O marco assim pra mim, de mudança de pensamento mesmo foi quando eu fiz o curso de mídias sociais. Quando eu fiz esse curso eu caí na real: Nossa, eu tenho uma empresa que não é pequena, e eu tenho muita coisa pra aprender ainda, tenho muita coisa pra melhorar”, diz Fabiana.

Após a consultoria em finanças, a empresária passou a administrar melhor e equilibrar as contas da empresa, por meio da tomada de várias decisões como, por exemplo, fechar a loja de pet shop e reduzir o quadro de pessoal. Nesse sentido, eles também unificaram todos os serviços em uma única recepção, antes segmentada e passaram a trabalhar com comanda, preenchida no ato do atendimento. Apenas em momento posterior os dados colhidos são repassados para o sistema de gestão, customizando o tempo do cliente, pois dessa forma ele não precisa aguardar a busca de preços e a conclusão da demanda do processo no software para ser efetivamente atendido. Importante falar que para essas mudanças serem implementadas, o casal de empresários contou com o apoio fundamental do irmão de Fabiana, Alexandre.

A acolhida também foi modificada. Agora existe um fluxo de processo da entrada a saída do cliente, o próprio veterinário leva o cliente da recepção até a sala de atendimento. A volta até a recepção se tornou um ótimo momento para os veterinários e clientes conversarem e tirar dúvidas que podem ir aparecendo depois da liberação no atendimento, já direcionando, assim, para o fechamento da comanda na recepção.

A padronização de preços de procedimentos e separação de cada um por planilhas (atendimento veterinário, medicação, internação, estética, dentre outros), pode parecer um procedimento muito simples, mas a implantação desse novo fluxo de processos resultou na redução de inadimplência e, por conseguinte colaborou para o equilíbrio das receitas e despesas.

O novo plano de ação proposto pelo Sebrae para dar continuidade as inovações e alavancagem do negócio da 4 Patas está na área de Gestão de Pessoas e Marketing. O casal de empreendedores segue no mercado e é um caso de sucesso pelas atitudes que determinaram a sustentabilidade da empresa.

 

Fonte: Por Ruama Araújo dos Santos, analista técnica do Sebrae no AC